Skip to content

1.2 Mapeamento de partes interessadas e instituições

Após a identificação do(s) líder(es), contribuições iniciais devem ser obtidas de um amplo grupo de partes interessadas capazes de contribuir para o alcance da meta 7-1-7, incluindo:

  1. Partes interessadas de vigilância e resposta dos setores de saúde humana, animal e ambiental;
  2. Equipes de preparação, planejamento ou monitoramento e avaliação que facilitam avaliações e planejamento do Regulamento Sanitário Internacional (RSI);
  3. Partes interessadas financiadoras, incluindo representantes dos ministérios das finanças (para financiamento doméstico), bancos multilaterais de desenvolvimento e parceiros bilaterais;
  4. Partes interessadas do governo responsáveis pela coordenação multissetorial, formuladores de políticas e parlamentares;
  5. Partes interessadas acadêmicas e de pesquisa, como universidades e institutos de pesquisa;
  6. Outras partes interessadas relevantes, incluindo grupos de defesa, sociedade civil e representantes da comunidade.

As partes interessadas acima podem desempenhar papéis diferentes no apoio à implementação do 7-1-7, conforme descrito na tabela abaixo. Caso seja útil, os países podem optar por usar uma Ferramenta de Mapeamento das Partes Interessadas para auxiliar na sua identificação.

Papel
Descrição

Consideração das Partes Interessadas
CoordenaçãoDescrito na Etapa 1.3

Como a implementação do 7-1-7 envolve várias equipes dentro e entre institutos e ministérios, é necessário um mecanismo de coordenação para supervisionar a implementação geral e responsabilizar diferentes equipes.
Autoridade com funções e responsabilidades que abrangem a vigilância da saúde pública, preparação e resposta a emergências.
Captura de Dados do 7-1-7Descrito na Etapa 2

Os dados de pontualidade precisam ser registrados, analisados e relatados. Idealmente, a recolha de dados deve ser realizada em tempo real por aqueles diretamente envolvidos na resposta.
Autoridade de saúde pública com mandato para atividades de resposta que colabora com os atores de vigilância e One Health para garantir que as equipes de recolha de dados tenham os relacionamentos relevantes para diferentes eventos de saúde pública.
Melhora de desempenhoDescrito na Etapa 3

A melhora do desempenho envolve o uso de dados 7-1-7 para identificar gargalos e conduzir ações corretivas imediatas.
Autoridade de saúde pública que supervisiona a implantação de equipes de resposta rápida e possui a capacidade de lidar com os gargalos identificados. Além disso, considerar as partes interessadas que podem convocar revisões de rotina de desempenho 7-1-7 envolvendo equipes relevantes para detecção, notificação e resposta.
Planejamento NacionalDescrito na Etapa 4

A implementação do 7-1-7 gera informações sobre gargalos para detecção, notificação e resposta. Essas informações, sintetizadas em vários eventos, podem ser usadas posteriormente para informar prioridades de financiamento de longo prazo e atividades de planejamento.
Equipes relevantes dentro de uma autoridade de saúde pública responsável pelo RSI, NAPHS ou outro planejamento estratégico nacional de saúde, implementação ou monitoramento e avaliação. Além disso, considerar as partes interessadas multissetoriais necessárias para a validação do planejamento e elevação aos ciclos de planejamento e orçamento (por exemplo, unidade de planejamento, ministério das finanças).
Comunicação
e Defesa
Descrito na Etapa 5

A meta 7-1-7 fornece métricas claras e mensuráveis que podem ser usadas para demonstrar o progresso no ciclo de preparação e resposta a emergências. A meta também permite que os formuladores de políticas identifiquem facilmente os gargalos e priorizem as atividades de defesa e mobilização de recursos.
Autoridades que têm forte influência e voz para defender e mobilizar recursos para promover melhorias em todo o sistema.

I want